Atualmente Berlim é uma das capitais mais procuradas pelos turistas de todo o mundo. E com razão. Eu amo a sua atmosfera moderna mas que não esquece o passado.

Berlim é uma cidade que oferece arte, diversão e cultura.

Depois da queda do Muro, em 1989, a cidade se renovou. Reserve pelo menos 5 dias para passear pelos bairros, conhecer todos os pontos turísticos e cair na balada porque Berlim não para.

O muro

Os pontos principais da cidade são sem dúvida o Portão de Brandenburgo, a Igreja Gedächtniskirche, célebre por manter sua torre semi destruída durante a Segunda Guerra.

A Alexanderplatz com a sua torre de TV, o Reichstag, o Memorial do Holocausto e a Potsdamer Platz.

Berlim - 3 construções principais

A primeira vez que fui a Berlim foi em 1990, logo após a queda do muro. Era outra cidade. A parte oriental era completamente diferente da ocidental.

Hoje em dia elas se misturam mas preservaram algumas partes, portanto é obrigatório fazer o tour ao ar livre pela rua Bernauer. Mexe com a nossa emoção.

Perto do memorial está a parte mais preservada do muro e onde você pode saber sobre histórias de famílias que foram separadas.

Um outro ponto do muro fica no East Side Gallery onde vários artistas pintaram suas obras.

Berlim, sua linda !

Outro lugar que eu curti muito em Berlim foi a avenida Unter den Linden, uma charmosa avenida que termina no Portão de Brandemburgo.

Ali estão a Universidade onde Einstein estudou, o Neue Wache, homenagem a vítimas da Segunda Guerra, a Catedral de Santa Edwiges, a Ilha dos Museus e muito mais.

É um ótimo lugar também para tomar um café ou almoçar.

E seguindo adiante no tour, fui para o Reichstag, o parlamento alemão. Sem dúvida um dos principais locais a ser visitado.

Já o point de Berlim fica no centro e é a Alexanderplatz, um dos lugares mais antigos da cidade.

Compras e cultura

Para quem gosta de umas compras como eu, ali é o lugar certo. Outra opção é a Friedrichstraße e a Ku’damm.

Depois de gastar o que não devia fui visitar a Catedral de Berlim, mas se você quer entender o verdadeiro significado da palavra luxo vá visitar o Palácio de Charlottenburg, residência de verão da rainha da Prússia.

Para quem prefere agito e modernidade a Potsdamer Platz oferece shoppings, cinema, restaurantes e vários arranha-céus.O Museu do Cinema fica ali para os apaixonados pela sétima arte.

Para os mais moderninhos Berlim tem as casas de música eletrônica mais disputadas da Europa: a Berghain e a Watergate.

E para que ama cultura, assistir a um concerto da Filarmônica de Berlim encerra seus dias na capital alemã com chave de ouro!

Potsdam

Chegou a hora de seguir em frente. Aluguei um carro e segui rumo a Potsdam para conhecer o Palácio de Sanssouci e seus jardins.

Depois fui em direção a Leipzig, que respira história e cultura e mistura com total harmonia o antigo e o moderno. Você percebe bem essa integração quando chega na Augustusplatz.

Parei o carro, caminhei a pé pela cidade, adorei a arquitetura local, aprendi mais sobre Wagner, Schumann e Bach, visitei as igrejas históricas de St. Thomas, St. Nikolau.

Descansei e depois entrei de volta no carro, programei e meu GPS em direção a Dresden.

Dresden

Dresden é o sonho megalomaníaco do Príncipe Augusto que fez dessa cidade uma das mais charmosas da Alemanha. Deixei meu carro em um estacionamento e fui passear.

Passei pela Igreja Frauenkirche, O Museu Zwinger e a Casa de Ópera. Durante o passeio fiquei sabendo que a arquitetura inconfundível e a vista magnífica do Rio Elba deu a Dresden o título de Florença do Elba.

Castelo de Neuschwanstein

Neustad (Cidade Nova)

Mas o outro lado do rio não fica nada a dever. Chamada de Cidade Nova, é uma zona alternativa e animada cheia de bares, cafés, galerias e lojas com peças pra lá de originais.

Mais umas comprinhas, voltei para onde estava meu carro e depois de tanta história era chegada a hora de dar início a conhecida Rota Romântica da Alemanha.

Wurzburg, Rothenburg-ob-der-Tauber e Fussen são cidades bem no clima “conto de fadas” com paisagens espetaculares composta de vales, rios e montanhas.

Isso sem falar no palácios, igrejas, vinhedos, vielas de pedras no melhor estilo medieval.

Casinhas de madeira com suas clássicas floreiras nas janelas e o Castelo Neuschwanstein, o mais icônico da Alemanha.

Munique

Meu giro pela Alemanha acabou em Munique. Entreguei o carro e me joguei nessa cidade que ferve com a sua mistura de tradição e modernidade.

Para quem curte esporte vale uma visita ao Parque Olímpico e ao Museu do Bayern. Já quem gosta de arte a sugestão é a Pinacoteca Moderno, o maior museu de arte moderna da Alemanha.

E para encerrar minhas férias alemãs, nada melhor que um brinde com a boa cerveja na Marienplatz, acompanhado de uma generosa salsicha branca.